Search
Close this search box.

Valença: Processo licitatório está legal, prefeito apresenta provas

Compartilhar

Prefeito entende que podem existir outros objetivos por parte de quem lhe difama

O prefeito Jairo Baptista (PP) reagiu com revolta, quando perguntado por Livre acerca do processo licitatório, anunciado por 3 blogs de notícias, para contratação de Agência de Publicidade em 48 horas. Segundo o alcaide o que existe é uma tentativa de desmoralização de seu governo perante a comunidade.

Este processo licitatório foi aberto em 17 de março deste ano, iria ocorrer em 04 de maio, tivemos um pedido de esclarecimento e um pedido de impugnação, fato que fez imediatamente o nosso setor de licitação realizar a suspensão”, disse. Segundo Baptista a licitação foi suspensa um dia antes de ocorrer, e, legalmente quando se retoma após solução de dúvidas e problemas no edital, é possível manter o prazo restante antes da suspensão.

Pesquisando o DO, é possível confirmar que a licitação estava com data de ocorrência em 04 de maio, mas foi suspensa, sendo republicada.

Questionado sobre o valor da licitação, o prefeito respondeu que este é o valor do teto, mas garantiu haver disputa por parte das empresas, o que dá uma margem de desconto altíssima. “Além do desconto que teremos durante a disputa de preços das agências, tem mais uma coisa a pautar: não somos obrigados, nem fazemos contrato com ninguém pra gastar milhões, usamos naquilo que é necessário”, respondeu.

Jairo ainda se diz vítima de suborno silente, o que na opinião dele é uma tentativa de solicitação de pagamento para pausa de difamação. “Batem diariamente no prefeito, e entendo que tenho que ser criticado para trabalhar. Mas esculhambam e sequer permitem que eu responda. Não é estranho?”, questionou ele.

A Prefeitura anunciou que em uma ação de liberalidade, a licitação para o processo de contratação de Agência de Publicidade ocorrerá em 13 de junho.

Ultimas notícias