Polícia cumpre mandados nas mansões de Deolane Bezerra e Tirulipa

Compartilhar

Nesta quarta (14), a Polícia Civil de São Paulo cumpriu, mandados de busca e apreensão nas casas da advogada Deolane Bezerra e do humorista Tirullipa. Ambos são citados em um processo que investiga um suposto crime contra a economia popular e associação criminosa, que indica lavagem de dinheiro.

Deolante e Tirulipa são alvos de investigações por participação de influencers em publicidades para a empresa Betzord.

Durante a operação, policiais da 27ª Delegacia de São Paulo apreenderam na casa da advogada um Porsche, avaliado em cerca de R$ 1 milhão, uma Land Rover Evoque, sete cadernos com anotações, quatro notebooks, anotações de contabilidade, dois relógios da marca Rolex e dois da grife Bvulgari e um celular iPhone.

O humorista Tirulipa também faz parte da investigação e teve a casa invadida pelos policiais. Durante participação em um programa, o humorista assegurou que não teve bens apreendidos.

Deolane Bezerra usou suas redes sociais para se manifestar sobre apreensão de joias e um carro de R$ 1 milhão. Ela apareceu ao lado de um avião após voltar de viagem do Nordeste e declarou que não estava nem um pouco preocupada com a investigação da polícia.

Deolane e Tirulipa se manifestam nas redes sociais

Deolane Bezerra usou suas redes sociais para se manifestar sobre as apreensões. Ela apareceu ao lado de um avião após voltar de viagem do Nordeste e declarou que não estava nem um pouco preocupada com a investigação da polícia. “Gente do céu, acabei de descer do avião e meu celular está estourado. Vou ver tudo que estão falando a meu respeito mais uma vez. É, Brasil, é sobre isso. Ter opinião política, ser verdadeira e trabalhar honestamente muitas vezes gera isso, né? Mas vamos para mais um processo”, disse influencer Deolane.

Também nas redes sociais, Tirulipa divulgou uma nota assinada por Caio Sanas Advogados. Segundo a defesa do humorista, ele não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada. Ainda conforme a nota, o humorista realizou apenas uma ação de divulgação para empresa Betzord, alvo das investigações. 

“Todos os valores e item apreendidos em sua casa são provenientes de seu trabalho, legalmente declarados e já estão sendo devolvidos ao artista, que segue contribuindo com toda investigação e à disposição da Justiça”, afirma sua defesa.

Fonte: Correio Braziliense

Ultimas notícias