PF investiga grupo que fraudava contas para pagar despesas rotineiras

Compartilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Na manhã desta terça-feira (17), a Polícia Federal (PF), iniciou a Operação Variante, afim de combater a organização criminosa que utiliza documentos falsos para camuflar a movimentação de recursos, tomar empréstimos e celebrar negócios.

Seis mandados de buscas e apreensão foram deliberados pelo juízo da 4ª Vara Federal de Juiz de Fora (MG), executados nesta mesma cidade. Segundo as informações obtidas através das investigações, os criminosos utilizavam cartões e recursos de contas de pessoas que não existiam para pagar despesas rotineiras, tais como compras em restaurantes, mercados e petshops.

Foto: Reprodução/PF

O grupo também utilizou documentos falsos para financiar um imóvel pela Caixa Econômica Federal (CEF). As investigações contaram com a colaboração da CEF. Além disso, foram encontrados registros de obtenção de veículos em nome de algumas dessas pessoas fictícias.

Consequentemente, os investigados poderão responder pelo crime de estelionato qualificado, podendo cumprir mais de 6 anos de reclusão e multa, caso sejam condenados.

Ultimas notícias