Search
Close this search box.

Estelionatário acusado de 38 golpes, falsas identidades é encontrado pela PCDF e preso na Bahia

Compartilhar

A Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor, a Ordem Tributária e a Fraudes (Corf), unidade da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), efetuou a prisão de um estelionatário acusado de pelo menos 38 golpes na capital da República.

A prisão ocorreu em cumprimento a mandado de prisão expedido pela Vara de Execuções Penais do DF, na última segunda-feira (27/6). O golpista estava na praça de alimentação de um shopping de Salvador (BA). Ele será trazido ao DF nesta sexta-feira (1º/7).

Segundo as investigações da Corf, o criminoso usava oito nomes e se passava por empresário, assessor parlamentar, advogado, fazendeiro, entre outras profissões, para aplicar os golpes.

Na maioria dos crimes, o golpista entrava em contato com pessoas que anunciavam vendas de produtos em plataformas pela internet e, após conquistar a confiança das vítimas, passava a adquirir veículos de luxo, celulares, computadores e joias sem efetuar o pagamento e apresentando comprovantes falsos.

O estelionatário também havia adquirido veículos com cheques sem fundos. Em uma das investigações, ele enganou um idoso alegando que havia taxas a serem pagas e recebeu mais de R$ 7 milhões com a vítima. Em outro momento, o golpista causou prejuízo de R$ 240 mil a um homem alegando necessidade de pagamento de taxas em uma ação judicial.

O preso tem antecedentes criminais também na Bahia. A prisão foi realizada em apoio com a Polícia Civil baiana (PCBA). No momento da prisão, o criminoso usava camiseta avaliada em R$ 4 mil.

Fonte: Metrópoles

Ultimas notícias