Search
Close this search box.

Agente penitenciário é morto a tiros em Feira de Santana

Compartilhar

O crime aconteceu quando o agente pilotava uma motocicleta pela Avenida Fróes da Mota

Um homem de 40 anos, identificado como Edézio Linhares da Silva, foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (1º), em frente a um supermercado, na Avenida Eduardo Fróes da Mota (Avenida de Contorno), no conjunto Centenário, em Feira de Santana.

De acordo com informações obtidas pelo Acorda Cidade, o homem estava portando duas carteiras profissionais, sendo uma de agente penitenciário e uma de vigilante.

O Acorda Cidade confirmou com o diretor do Conjunto Penal de Feira de Santana, José Freitas Júnior, que Edézio Linhares não fazia parte do efetivo do município e era servidor do município de Serrinha.

A 66ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi acionada e preservou o local. O cabo da PM Fredson deu mais detalhes sobre o crime. Segundo ele, o homem estaria sendo seguido. Além da documentação, também foi encontrado um coldre de arma de fogo preso à cintura da vítima, porém sem a arma.

“Encontramos a documentação e, além disso, também encontramos a carteira profissional de vigilante e outra de agente penitenciário. De início, foi passado para o Cicom que um policial havia sido baleado nas proximidades de um supermercado. Viemos verificar e ele já se encontrava sem sinais vitais. Foi encontrado na cintura do mesmo um coldre sem arma. Aguardamos mais detalhes porque foram encontradas as carteiras de vigilante e de agente. Possivelmente a arma foi retirada no momento do crime, uma vez que que se encontra um coldre de arma de fogo, mas sem a arma. Algumas pessoas viram que, a princípio, quem efetuou estava em uma motocicleta. Possivelmente a vítima estava sendo seguida”, disse.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para o levantamento cadavérico. Este é o primeiro homicídio registrado no mês de fevereiro. Em janeiro deste ano, foram registrados 33 homicídios.

FONTE: Calila Notícias

Ultimas notícias