Suspeito de atropelar e matar dentista em Ilhéus se apresenta na polícia e é preso

Compartilhar

O empresário Tarcísio Aguiar, suspeito de atropelar e matar a dentista Ranitla Bonella, de 23 anos, no trecho urbano da BA-001, em Ilhéus, no sul da Bahia, se apresentou à Polícia Civil do município na tarde desta terça (26). A informação foi confirmada pelo seu advogado Jacson Cupertino, que o acompanhou.

Após a apresentação, Tarcísio ficou detido em razão do mandado de prisão preventiva expedido pela Vara do Júri de Ilhéus. A Justiça também suspendeu a habilitação do investigado.

“O caso foi uma fatalidade. Inclusive, o laudo emitido pelo Departamento de Polícia Técnica afirma que o veículo dirigido por meu cliente trafegava em velocidade compatível à exigida (60 km). Ou seja, o laudo afirma que ele estava em uma velocidade aproximada de 50km. É uma tremenda injustiça o que fazem com o cidadão Tharcísio Aguiar. Como ele acredita em Deus e na justiça se apresentou para ajudar nos esclarecimentos do ocorrido, como sempre fez desde o começo”, declarou o advogado do empresário.

Tharcísio já havia se apresentado na delegacia de Ilhéus, no dia 13 junho, quando foi foi ouvido pela polícia e liberado em seguida. O caso aconteceu no dia 11 de junho.

Na última quarta (20), ele havia sido alvo de um mandado de busca e apreensão relacionado a um outro caso: um homicídio e tentativa de homicídio em um bar em Ilhéus em dezembro do ano passado.

Além do mandado de busca e apreensão contra Tharcísio, a polícia cumpriu outros quatro mandados de busca e apreensão. As determinações judiciais de busca e apreensão, expedidas pela 1ª Vara do Júri da Comarca de Ilhéus, foram resultado da investigação contra cinco envolvidos nos crimes de homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado, ocorridos no dia 20 de dezembro do ano passado, em um bar da cidade. Tharcísio Aguiar também teria envolvimento neste caso.

Procurada, a Polícia Civil informou que o suspeito se apresentou no Presídio de Ilhéus. Tharcísio será novamente interrogado pelo Núcleo de Homicídio da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), para a conclusão do inquérito policial e encaminhamento para a Justiça.

Entenda o caso

O caso aconteceu no dia 11 de junho. A vítima era recém-formada e estava em Ilhéus para fazer uma especialização em ortodontia. Ela foi atingida pelo veículo quando atravessava a rodovia, em uma faixa de segurança. A jovem foi arremessada e chegou a bater em um guard-rail.

A defesa de Tarcísio disse que ele lamenta o ocorrido e que chegou a parar no local, mas alegou que não ficou para prestar socorro porque foi ameaçado por pessoas que presenciaram o acidente. O homem relatou ainda que está à disposição da família.

Ranitla chegou a ser atendida pelo SAMU, que foi acionado por pessoas que passavam no local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na rodovia. A jovem era de Eunápolis, onde foi sepultada no último dia 12 de junho.

Fonte: Correio24h

Ultimas notícias