Mulher é presa após ser acusada de auxiliar falso pai de santo a praticar estupros na Bahia

Compartilhar

Uma mulher foi presa, nesta terça (28), acusada um auxiliar um homem que se passava por pai de santo para cometer estupros no município de Barra, no oeste da Bahia. De acordo com a polícia, o falso líder religioso estuprou mediante fraude ao menos 30 adolescentes de 12 a 18 anos.

Ainda segundo a polícia, as investigações apontam que a mulher era a responsável por receber as vítimas e encaminhá-las para os quatros. “Durante as investigações, ficou evidente a participação dela no crime”, relatou o delegado titular da Delegacia Territorial (DT) de Barra, Jenivaldo Rodrigues.

“Ela era responsável por receber as meninas e as encaminhava para os quartos Ela que informava que, quando o homem tocasse os instrumentos, elas teriam que tirar as roupas”, acrescentou o delegado.

Além da mulher, o falso líder religioso também foi preso. A prisão do homem foi realizada em maio deste ano e, desde então, ele permanece à disposição da Justiça no sistema prisional de Barreiras.

Após ser capturada, a acusada deve permanecer presa no município de Barra, enquanto aguarda audiência de custódia. “Ela responderá como coautora dos crimes de abuso sexual mediante fraude e estupro”, explicou Rodrigues.

Ultimas notícias