Motorista por aplicativo de Feira de Santana tem pedido de liberdade negado

Compartilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

O condutor está preso desde setembro de 2021

O motorista de aplicativo Jefferson Beto Santana, preso desde 26 de setembro de 2021, por ter participado supostamente de assaltos em Feira de Santana, teve o pedido de liberdade negado pela Justiça nesta quarta (8/6). O pedido foi feito pelo Ministério Público do Bahia.

De acordo com o processo judicial, Jefferson é suspeito de participar de oito assaltos na cidade. De acordo com a defesa, o motorista foi vítima dos outros envolvidos, como ele atua dirigindo por aplicativo, os assaltantes solicitaram uma corrida e teriam o obrigado a dirigir pelo trajeto, enquanto eles cometiam os assaltos.

A Justiça negou a soltura do motorista. “Como não há indícios suficientes de autoria, se esvazia o requisito para se decretar a prisão preventiva. Não há qualquer elemento, qualquer dado concreto, que possa vincular Jefferson a esses crimes”, disse o advogado Marcos Silva, informando que ingressará no Tribunal de Justiça da Bahia.

A defesa de Jefferson também informou que uma perícia feita no celular dele não apresentou ligação com os outros dois suspeitos pelos assaltos. A defesa disse ainda que o laudo da perícia do veículo do motorista concluiu que o carro não tinha irregularidades. Porém, a Polícia Civil não confirmou as informações.

Há cerca de quinze dias, uma perícia que comprova que o motorista por aplicativo não teve nenhum tipo de contato anterior com os outros suspeitos foi juntada nos autos. A defesa, então, solicitou a liberdade provisória de Jefferson, o Ministério Público concordou com o pedido solicitado. No entanto, não obteve sucesso.

Familiares do motorista tentam provar sua inocência. Jefferson se encontra preso no Complexo Penal de Feira de Santana.

Ultimas notícias