Guaibim: Festa em homenagem a Iemanjá foi sinônimo de fé e cultura

Compartilhar

Nesta sexta-feira (02), a praia de Guaibim, localizada no Baixo Sul da Bahia, foi palco de uma tradicional celebração da cultura afro-brasileira em honra a Iemanjá, a rainha do mar. O evento anual, marcado pelo cortejo e pela entrega de flores ao oceano, reafirma a importância dessa manifestação religiosa para a identidade cultural da região.

Lideranças políticas, estiveram presentes durante o cortejo, destacando o reconhecimento oficial da relevância desse momento para a comunidade. Com a participação de 17 terreiros locais e seus líderes espirituais, a celebração ganha ainda mais significado, demonstrando a força e a preservação das tradições das religiões de matriz africana em Valença.

Mesmo aqueles que não fazem parte de alguma das religiões de matriz africana, fizeram questão de prestigiar o cortejo que deu a volta na cidade de Guaibim. Isto retrata a importância desse movimento cultural, e põe luz ao apelo de um dos pais de santo, que citou a necessidade do dia 2 de fevereiro como feriado municipal, e até mesmo estadual, dada a sua relevância para a cultura local. Essa demanda reflete a profunda ligação entre a comunidade e suas raízes religiosas, enriquecendo a diversidade religiosa da região.

No momento da entrega das oferendas à Iemanjá, o entorno da praia de Guaibim testemunhou uma multidão proveniente não apenas da localidade, mas de diversos municípios da região, destacando a amplitude da celebração. A presença maciça evidencia a relevância dessa tradição, ressaltando a importância de sua continuidade para preservar e perpetuar a riqueza cultural que a festa de Iemanjá proporciona à comunidade.

Ultimas notícias