E o vice de Neto? É uma interrogação!

Compartilhar

Os bastidores do psicológico do candidato do União Brasil, Antônio Carlos Magalhães Neto, devem estar superaquecidos, isso porquê todo mundo quer ser vice do apontado como preferido nas pesquisas.

Quem anunciou, já passou vergonha, como foi o caso do deputado federal Márcio Marinho, principal liderança do Republicanos. Mas tem quem se sinta e declare para a imprensa que ‘se sente pronto para ser vice’, como é o caso de Marcelo Nilo.

Imbróglio também pautado pelo PDT de Félix Mendonça, que já teria indicado um empresário e radialista ligado ao deputado federal para lugar na chapa majoritária. O jovem Ângelo Dourado, com medo do xabu, já desconversou dizendo que se afastou por questões de prazo legal eleitoral.

No mais, é inegável que o ex-prefeito de Salvador caiu nas graças do povo baiano e tem feito uma caminhada esmerosa, mas fontes ligadas aos bastidores alegam temer efeito reverso no que se diz respeito ao afastamento de lideranças com um anúncio de um vice que cause discórdia entre o conglomerado. O que tem feito Neto dialogar exaustivamente com todos para que, além de se manterem no barco, defenderem o nome do escolhido, ainda que não desça goela abaixo.

O PT de Jerônimo Rodrigues, acredita inclusive em uma possível implosão, para antes das eleições contarem com apoio dos revoltados. Mas Neto alega e garante que não terá gritaria, nem confusão, diz que tem união.

Bem, só resta esperar, mas fica o registro pra que Neto não transforme este anúncio na eleição papal.

Ultimas notícias