Criança morre após se engasgar com pedaço de maça na creche

Compartilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Os pais de Maria Thereza Vitorino Ribeiro, de apenas um ano, querem entender o que aconteceu com a filha, que morreu após engasgar-se com um pedaço de maçã na creche em Petrópolis, Região Serrana do Rio de Janeiro, neste domingo (22). Em entrevista à TV Globo, Carlos Eduardo Ribeiro dos Santos, pai de Maria, disse que os médicos da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Cascatinha, onde a criança foi atendida, enfatizaram que o tempo em que a menina ficou sem oxigênio foi crucial para que Maria Thereza chegasse ao local em estado grave.

Carlos Eduardo também disse que deseja obter respostas sobre o que aconteceu, e irá procurar a delegacia para que o caso seja apurado. “Eu quero respostas, tanto da Secretaria, como da escola sobre o que de fato aconteceu. Vou fazer um registro e vou procurar a Justiça formalmente para que eu possa ter respostas”, disse o pai.

A mãe de Maria Thereza, Karolaine Vitorino, também falou sobre a morte da filha. “A minha filha ficou uma hora sem oxigênio, ela chegou sem os batimentos cardíacos. Tentaram reanimá-la. Minha filha estava sofrendo muito, e agora ela não vai voltar mais”, disse a mãe aos prantos.

Maria Thereza Vitorino Ribeiro se engasgou comendo uma fatia de maçã, na última sexta-feira (20), no Centro de Educação Infantil Carolina Amorim, no bairro de Cascatinha, em Petrópolis. Segundo a creche, Maria Thereza foi imediatamente atendida pelos educadores e encaminhada para a UPA do bairro, onde foi reanimada e intubada.

Ela foi transferida para internação no Hospital Alcides Carneiro, porém não resistiu e faleceu na manhã do último domingo (22).

A Prefeitura de Petrópolis decretou luto oficial de três dias no município em solidariedade aos pais, familiares e amigos de Maria Thereza e informou que abriu uma sindicância para apurar o que aconteceu com a criança na creche.

A Polícia Civil informou em nota que a 105ª DP (Petrópolis) tomou conhecimento do caso e instaurou procedimento policial para apurar as causas da morte e circunstâncias do fato.

Fonte: O dia

Ultimas notícias