Search
Close this search box.

Comitiva do Estado se reúne com moradores de Feira de Santana afetados pelas chuvas

Compartilhar

Ações estão sendo realizadas em todos os municípios atingidos; atualmente são 17

Uma comitiva do Governo Estadual, formada pela secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Fabya Reis, o secretário da Justiça e Direitos Humanos, Felipe Freitas, e o superintendente-adjunto da Defesa Civil, Osnyr Bonfim, reuniu-se com cerca de 200 moradores de áreas de Feira de Santana atingidas pelas fortes chuvas, nesta quarta-feira (31), para tratar das ações emergenciais que estão sendo desenvolvidas para apoiar a população. 

Antes, os representantes do Governo estiveram com o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins, para avaliar a situação. O município tem cerca de 1300 pessoas desabrigadas e receberá colchões, alimentos e outras provisões, assim como outras 16 cidades do interior baiano que estão em estado de emergência.

A secretária Fabya Reis destacou a atuação integrada do Governo. “Temos o nosso serviço de assistência social que é o pacto federativo: Governo Federal, Governo do Estado e Município. A gente está providenciando o levantamento da informação para repassar a parcela complementar que poderá ser utilizada pelo município, para aluguel social, providência de material de higiene pessoal, acesso e compra de alimentos para essas famílias”. 

Segundo a secretária, o governador Jerônimo Rodrigues foi enfático ao determinar que não sejam criadas barreiras burocráticas para o atendimento à população. “As primeiras providências, as primeiras cestas do Bahia Sem Fome estão chegando pela Defesa Civil e Bombeiros. Mas, essas ações mais consolidadas também requerem a ação do município, no cadastramento das pessoas”.

“A gente veio primeiro para manifestar nossa solidariedade às pessoas que tiveram perdas materiais, mas também para anunciar como vai ser a entrega dos colchões e das cestas de alimentação, que será feita sob a coordenação da prefeitura, que vai cadastrar a população atingida, mas com o acompanhamento e o apoio do Governo do Estado, através da Seades”, afirmou Felipe Freitas.

Osnyr Bonfim informou que a Defesa Civil está apoiando os municípios. “A gente já tem apresentado ações concretas, desde o primeiro momento, de ajuda humanitária. As famílias que são afetadas, que têm suas casas alagadas, inundadas, precisam de assistência imediata. Nesse primeiro final de semana de emergência, já foram distribuídas 33 toneladas de alimentação para essas famílias”. 

Maria de Lourdes Santana Souza é presidente da Associação Comunitária do Feira 7, onde o encontro foi realizado. “É muito importante a vinda da comitiva, porque os moradores vão receber ajuda. A chuva foi muito forte e muito duradoura, as águas invadiram as casas, as pessoas perderam móveis, alimentos, documentos”. 

População afetada pelas chuvas na Bahia

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde desta quarta-feira (31), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em municípios baianos. Até a situação presente, são 2.352 desabrigados e 4.983 desalojados em decorrência dos efeitos diretos do desastre. O número total de atingidos chega a cerca de 87 mil. Até o momento, foram contabilizados cinco óbitos.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 32 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 19 estão com decreto de Situação de Emergência (SE), são eles: Dário Meira, Cotegipe, Ilhéus, Medeiros Neto, Ibicuí, Anagé, Muquém do São Francisco, Quinjingue, Wanderley, Ubaíra, Nova Canaã, Saubara, Iguaí, Lagoa Real, Cícero Dantas, Cansanção, Cravolândia, São Miguel das Matas e Monte Santo.  

Também a Secretaria de Relações Institucionais (Serin) tem mantido contato diário com os municípios para acompanhamento da situação local e recepção de novas demandas para apoiar a população afetada. Além disso, através de informações da SUDEC, enviam informes sobre a previsão climática para todos os municípios.

Rodovias afetadas

A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra/SIT) realiza o monitoramento das rodovias das regiões Sul, Sudoeste, Oeste e Nordeste diante das ocorrências das chuvas desde a última quarta-feira (24). Até o momento foram registradas 24 ocorrências, sendo que seis já foram concluídas.

O órgão pede atenção para pontos em algumas rodovias. Na BA-263, que liga Vitória da Conquista a Itambé, as fortes chuvas da região provocaram a elevação do nível d’água, de uma barragem situada na fazenda beija-flor, às margens da BA-263, entre Vitória da Conquista e a Serra do Marçal, vertendo um volume significativo de água. O grande fluxo de água vertido pela barragem provocou uma erosão na BA-263, na saída do bueiro que atravessa a rodovia. A empresa responsável pela manutenção da rodovia foi acionada pela Seinfra para a recuperação da erosão assim que o tempo firmar. 

Na BA-262, no Povoado de Jibóia, foi realizada inspeção e constatado que a transposição do rio sobre a pista provocou a destruição das bocas e uma erosão na saída do bueiro. A empresa responsável pela manutenção da rodovia foi acionada para recuperação do bueiro e da erosão.

Outro trecho, na BA-558, entre Jequié e Distrito de Itajuru, parte da rodovia está interditada em decorrência de uma erosão causada pela água do Rio de Contas no KM 17,60, próximo a Tamarindo. A recuperação está prevista para concluir na sexta-feira (2). Na rodovia entre Itapé e Itaju do Colônia, o trecho passou por inspeção e foram verificados pontos de alagamento, mas sem interdição. 

Na BR-242, entre Castro Alves e o entroncamento da BR-116, as fortes chuvas provocaram a elevação do nível d’água em um dos afluentes do Rio Paraguaçu, invadindo a Rodovia BR-242, trecho: Castro Alves – Entr. BR-116, no KM 12,2 e Km 14 sentido BR-116 (Paraguaçu). Após inspeção, foi constatado que a transposição do riacho sobre a pista provocou a destruição de parte do acostamento e uma erosão na saída dos bueiros. A empresa responsável pela manutenção já foi acionada para recuperação do bueiro e da erosão.

Também entrou em atenção o trecho da BA-503, entre Feira de Santana e Coração de Maria. As fortes chuvas provocaram erosão no bordo da rodovia na região do Bairro Santo Antônio dos Prazeres, em Feira de Santana. A equipe de manutenção já acionada para recuperar o aterro. O trecho está com tráfego normal.

No trecho Palmeiras – Acesso Caeté Açu (Vale do Capão) foram realizadas ações nesta segunda-feira (29) para devolver a trafegabilidade da estrada pela empresa responsável para pavimentação do trecho e o mesmo continua sem interdições. No entanto, está em atenção e sendo monitorada.

Outros trechos que passaram a ser pontos de atenção. Em Cotegipe – Missão do Aricobé (Angical) um (01) Pontilhão na BA-465, no povoado de Vaquetal, ficou submerso, apresentando deficiência para transposição das águas. O mesmo aconteceu em Cotegipe – Zona Rural de Tabua, um (01) Pontilhão na zona rural de Cotegipe, próximo a comunidade de Tabua, ficou submersa apresentando deficiência para transposição das águas.

Em Wanderley – Povoado da Goiabeira, as fortes chuvas que atingiram a região durante o mês de Janeiro provocaram pontos de alagamento e dificuldades de trafegabilidade. A empresa contratada para execução dos serviços de Revestimento Primário já foi acionada para realização de patrolamento e melhoramento em pontos localizados. Também em Wanderley, na Passagem urbana da BA-839, uma inspeção detectou necessidade de realização de obra na ponte sobre o riacho da Cana Brava.

No Distrito de Itabaí, em Macarani, o grande volume de água cobriu o desvio implantado enquanto a obra de restauração da ponte está em execução. Uma equipe de manutenção foi deslocada para o local. A SEINFRA/SIT informa a existência de rotas alternativas pelas estradas vicinais. Aguardando condições favoráveis para reconstrução do desvio provisório.

Estradas com tráfego em meia pista

Na BA-262, entre Nova Canaã e Poções, o trecho da Serra do Capa Bode está com tráfego de meia pista em decorrência do aumento da erosão já existente no local. O projeto de contenção já está concluído pela Seinfra. O consórcio Público CISUDOESTE foi acionado para reforço da sinalização do trecho.

Na BA-381, no KM 79, entre Cansanção e Itiúba, o volume das chuvas na região provocou a elevação do nível d’água em um dos afluentes do rio Jacurial, no KM 79 da Rodovia BA-381. O trecho que estava interditado já foi sinalizado e liberado para tráfego em meia pista. 

Estradas com tráfego interditado

Na manhã de sábado (27), o grande volume das chuvas em Sobradinho elevou o nível de água, provocando a transposição sobre uma passagem molhada localizada sobre o Riacho do Tatauí. Na tarde de domingo (28) houve o rompimento do corpo de aterro no km 2,5 ocasionando a interrupção do tráfego. A SEINFRA/SIT está mobilizada e aguarda a redução do nível d’água e a estabilização das condições climáticas para melhor avaliação.

Em Monte Santo, nos acessos aos distritos de Caldeirão de Areia, Lagoa das Pedras e Riacho da Onça, o volume das chuvas na região, agravado pelo rompimento de barragens antes da rodovia, provocou o rompimento de um segmento do acesso ao povoado de Caldeirão de Areia e a invasão da pista em um segmento do acesso a Riacho da Onça, ambos no município de Monte Santo. Assim que houver a redução do nível d’água, e a estabilização das condições climáticas, será realizado serviço de recomposição do aterro para liberação do tráfego.

Em Muquém do São Francisco, as fortes chuvas provocaram a elevação do nível d’água em um dos afluentes do Rio São Francisco, invadindo a rodovia de acesso ao distrito de Boa Vista do Pixaim (Muquém do São Francisco). Houve, também, a interdição em outros dois pontos do acesso de Muquém à rodovia BA-161, na transposição sobre o Riacho Alegre. A obra de pavimentação ainda está em execução e a empresa foi acionada para correção imediata do acesso ao distrito de Boa Vista. As sondagens no solo já foram executadas no local e o projeto para construção das duas pontes em Riacho Alegre está em execução, com previsão de conclusão ainda no mês de fevereiro.

Na BA.449, no trecho entre Cotegipe – Distrito de Jupaguá, Em razão das chuvas que ocorreram no Oeste Baiano ocorreram o colapso de duas pontes na BA.449, entre Cotegipe e o Distrito de Jupaguá, KM 49 e 50 próximo a comunidade do Alto Araguaia.

Em todas essas rodovias, a Seinfra está com equipes monitorando e aguarda a redução do nível d’água e a estabilização das condições climáticas para a adoção das providências pertinentes.

Rodovias com tráfego liberado

Na BA-026, no trecho entre Santo Antônio e Amargosa, a Seinfra realizou a retirada de galhos de árvores que caíram na BA-026, e o tráfego segue sem interdições. Na BA-046, entre Ruy Barbosa e Utinga, a empresa responsável pela manutenção foi acionada, realizou os serviços de limpeza da pista e a passagem de veículos já está normalizada.

Em Feira de Santana, no Entroncamento da BA-052, o grande volume das chuvas provocou a elevação do nível da barragem de Jaguara (Rio Jacuípe), às margens da rodovia de acesso ao distrito de Jaguara, vertendo um volume significativo de água. Até o domingo (28), o nível da barragem já baixou e desinterditou a rodovia.

Na região da Chapada Diamantina o trecho da BA-849, Entr. BR-242 – Acesso a Palmeiras já está com o tráfego liberado desde a tarde desta segunda-feira (29). Desde o domingo o trecho estava sinalizado e com tráfego meia pista pelo risco de deslizamento da encosta. O consórcio Público Chapada Forte foi acionado para execução dos serviços emergenciais e liberação ao tráfego.

Está liberado o tráfego na BA 262 – Ilhéus – Uruçuca – BR 101. Na última quarta-feira (24) fortes chuvas e vento provocaram a queda de árvores na rodovia, interditando o trecho. No mesmo dia o Consórcio Litoral Sul realizou a retirada de arvores e limpeza da via, o tráfego está liberado.

Na BA-381, no trecho entre Quijingue e Algodões, o grande volume das chuvas na região provocou a elevação do nível do Rio Quijingue e destruição de uma das cabeceiras da ponte sobre a BA-381. O corpo do aterro foi reconstruído, a cabeceira da ponte recomposta permitindo a liberação do tráfego na manhã desta quarta-feira (31).

FONTE: GOVBA

Ultimas notícias