Acordo entre PT e MDB marca a primeira aparição pública de Geddel após prisão

Compartilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

A confirmação da pré-candidatura de Geraldo Jr. (MDB) a vice-governador na chapa de Jerônimo Rodrigues (PT), nesta quarta (30), marcou a reaparição pública de Geddel Vieira Lima após prisão. Nos bastidores, Geddel continuou atuando como presidente de honra do MDB, trabalhando como interlocutor para o futuro do partido.

Geddel teve autorização do ministro do STF, Edson Fachin, a cumprir pena em liberdade condicional no caso das malas com R$ 51 milhões, encontradas em um apartamento de luxo na Graça, em Salvador. Geddel também teve a redução de 681 dias da sua sentença, de 13 anos e quatro meses, imposta no processo. O baiano cumpre pena desde julho de 2017, quando foi decretada sua prisão provisória. Na liberdade condicional ele vai poder trabalhar e voltar para casa. Em setembro ele havia recebido autorização para migrar para o semiaberto.

Fonte: Bahia Notícias

Ultimas notícias