Saúde

Vacina contra chikungunya mostra 98,5% de eficácia em testes

Butantan já tem um acordo firmado para a fabricação da vacina no Brasil

Uma vacina contra a chikungunya apresentou 98,5% de eficácia em período de testes. O imunizante está sendo desenvolvido pela farmacêutica francesa Valneva, e apresentou resultados animadores nos ensaios clínicos de fase 3, realizados nos Estados Unidos.

Fonte: Reprodução

Chamada internacionalmente de VLA1553, a vacina foi testada em 4.115 pessoas e gerou anticorpos neutralizantes em 98,5% dos voluntários 28 dias após a aplicação da dose única. Os ensaios clínicos mostraram que o imunizante é bem tolerado em todas as faixas etárias.

A Valneva e o Instituto Butantan já tem um acordo firmado para o desenvolvimento, fabricação e comercialização da vacina contra a chikungunya no Brasil.

A VLA1553 é, até o momento, a única vacina contra essa doença que está na fase 3 dos ensaios clínicos. A previsão é que os resultados finais dos ensaios clínicos sejam divulgados em seis meses.

Sintomas

Os principais sintomas da chikungunya são febre alta, dores intensas nas articulações dos pés, mãos, dedos, tornozelos e pulsos, além de dor de cabeça, nos músculos e manchas avermelhadas na pele. Os sintomas começam de dois a 12 dias após a picada do mosquito, sendo que cerca de 30% das pessoas não apresentam sintomas. A doença pode ser mortal, especialmente quando o paciente já apresenta outras comorbidades.

Fonte: Bahia. Ba

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo