Esporte

Rebeca Andrade, ginasta medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio, começou carreira em projeto social de Guarulhos

A ginasta Rebeca Andrade, de 22 anos, que fez história nesta quinta-feira (29) ao levar uma medalha de prata nas Olimpíadas de Tóquio, iniciou a carreira no projeto social Iniciação Esportiva, da Prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo. Lá, ela ganhou o apelido de “Daianinha de Guarulhos”, em referência a Daiane dos Santos, vencedora de nove medalhas de ouro em campeonatos mundiais no solo entre 2003 e 2006.

Rebeca conquistou vaga em três finais, incluindo a do solo, em que se apresenta ao som do funk “Baile de favela”. Nesta manhã, ela se tornou a primeira brasileira medalhista olímpica na categoria, na final do individual geral.

“Essa menina, quando ela estava em Guarulhos, com 7 anos, a primeira vez que a gente viu a Rebeca a gente falou ‘vai ser ela’, sabe? Chegar aqui depois de 3 rompimentos do ligamento cruzado, ser a segunda melhor ginasta do mundo… Essa prata vale ouro pra gente”, disse Daiane dos Santos à TV Globo.

Ela ainda disputa a decisão do salto no próximo domingo (1º), e a do solo, na segunda (2).

Fonte: G1.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo