Notícias

Coelba falha na previsão do retorno da energia e moradores são prejudicados

Desde a última segunda-feira (19), o Morro de São Paulo, Boipeba, Sede de Cairu, Nilo Peçanha e Taperoá foram regiões afetadas pela interrupção de energia elétrica. A Coelba informou nesta quarta-feira (21), que mais de 70 profissionais estão em campo se revezando para restabelecer o fornecimento de energia na região.


A primeira previsão da Coelba para restabelecer a energia foi para a noite de terça (20), o que não ocorreu, e de acordo com informe da concessionária nesta tarde, a previsão para o restabelecimento do serviço seria hoje às 17h, o que também não foi efetivada.


Após três dias sem energia, diversos moradores foram prejudicados com por terem parte dos alimentos estragados. “Comercio detonado por falta de competência da Coelba”, comentou um leitor.


Segundo uma publicação nas redes sociais do advogado Nivaldo Silva Júnior, atuante na área de direito do consumidor, se em uma interrupção de energia elétrica houver perda de alimentos perecíveis tanto em residências quanto em estabelecimentos comerciais, é direito do consumidor requerer indenização da concessionária, entretanto, deve-se portar provas como fotos, vídeos e notas fiscais.


Além disso, leitores do Livre Notícias de outras localidades que não foram atingidas, relatam a dificuldade em entrar em contato com familiares das regiões afetadas. “Meu pai! Eu tentando entrar em contato com minha família em Boipeba e não consigo😢” comentou uma seguidora. “Meu Deus que horror eu tentando falar com minha mãe”, escreveu outra seguidora em um dos canais de comunicação do LN.

De acordo com a TV Bahia, turistas estão indo embora de Morro de São Paulo e moradores já estão ficando sem água em consequência da situação, pois a Embasa é quem fornece o recurso para a ilha. Ademais, alguns estabelecimentos e meios de hospedagem estão buscando gelo e outros materiais necessários no município de Valença.

Raylane Santos

Raylane Santos é jornalista de Livre Notícias e Analista de Figuras Públicas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo