Covid-19

Bahia decide manter prazos entre às duas doses da vacinação

Decisão foi anunciada no começo da tarde desta quarta-feira; produtora da AstraZeneca, Fiocruz defendeu preservação das 12 semanas

O intervalo entre a primeira dose e a segunda das vacinas contra a Covid-19 na Bahia permanecerá o preconizado pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19 (PNI). A decisão foi confirmada nesta quarta-feira (14), em reunião da Comissão Intergestores Bipartite. O CIB é uma instância deliberativa do SUS e reúne representantes do governo estadual e dos 417 municípios baianos.

Fonte: Reprodução

Para os imunizantes da Oxford/AztraZeneca/Fiocruz e da Pfizer permanece o intervalo de 12 semanas. Para a Coronavac, o período continua 28 dias após a primeira aplicação.

No começo da manhã, a Fundação Oswaldo Cruz publicou comunicado defendendo a programação do PNI e da AstraZeneca, ressaltando que as 12 semanas foram respaldadas por pesquisas científicas e o imunizante tem garantido proteção para as variantes do novo coronavírus.

Fonte: Bahia. Ba

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo