Política

Luz mais cara: Raimundo Costa votou a favor da privatização da Eletrobrás

Intitulado como "pescador", deputado prejudica mais de 31% de baianos que encontram-se na faixa da pobreza

O deputado federal Raimundo Costa (PL), foi um dos que votaram a favor da medida provisória apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro para privatizar a Eletrobrás (MP 103/21) e segundo especialistas, encarecer o valor da tarifa de energia mensal.

Raimundo Costa e Jair Bolsonaro.
Foto: Redes Sociais

Segundo informações, a privatização da Eletrobrás acarretará em um aumento de tarifa de energia para os consumidores, e por isso já até apelidaram como MP do Apagão. A Associação de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), informou que a conta poderá aumentar em mais 20%.

O projeto aprovado para permitir a privatização da Eletrobras é “um monstro jurídico”, na opinião de Fabíola Antezana, vice-presidenta da Confederação Nacional dos Urbanitários. “A diferença de votos foi muito pequena. Muitos parlamentares que se manifestaram contrários no início da semana mudaram o voto para serem atendidos por emendas. Toda a indústria está sendo prejudicada. Agora é partir para a próxima etapa, a judicialização”, diz.

As votações em favor de projetos que causa danos aos baianos e baixosulenses, podem estar ocorrendo em troca de favores no alto escalão do Governo Federal, já que a única forma de se obter força política seria desta forma.

O deputado foi procurado pela redação de Livre, mas, ao que parece, bloqueou o contato e não ofertou resposta.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo