Covid-19

Venezuelanos com Covid-19 saíram de hotel: funcionários não foram testados

Jogadores venezuelanos que testaram positivo para a Covid-19 antes do jogo contra o Brasil, pela estreia da Copa América, saíram do hotel onde estão hospedados e passearam por Brasília normalmente, aponta uma denúncia anônima do Brasília Palace Hotel ao site Metrópole.

Fonte: Reprodução

A denúncia aponta que a empresa Plaza Brasília estaria se recusando a testar funcionários do hotel que tiveram contato com os atletas infectados.

“Pelo que foi divulgado, a Conmebol seria responsável pelos testes, mas não foram feitos, nem por eles, nem pelo hotel. Alguns funcionários fizeram certa pressão. Os que tiveram mais contato com eles [os jogadores infectados] queria ficar em isolamento, mas não aconteceu. Estão todos trabalhando normalmente


Afirmou a fonte ligada ao hotel, que não quis se identificar.

Além disso, a fonte informou que o que está sendo divulgado é bem diferente daquilo que está acontecendo.

“É negligência. É um caso muito sério, grave (…) Se 13 pessoas testaram positivo, tem funcionário que também se infectou”.

O protocolo estabelecido pela Conmebol prevê que os infectados não devem deixar os hotéis e nem receber visitas, além de prever multas em caso de descumprimento das medidas. O mínimo é ter 14 dias de quarentena após o diagnóstico positivo.

A assessoria da seleção venezuelana negou a informação. “Os infectados estão cumprindo isolamento em Brasília, acompanhados por um dos médicos da delegação”, disse. A Secretaria de Saúde do Distrito Federal seguiu na mesma linha. “São 12 testes positivos da delegação da Venezuela e um da Conmebol. Os contatos próximos do hotel foram testados, e todos negativos. Os 13 permanecem isolados durante o período de 10 dias após o teste positivo”, alegou.

A gerência do Brasília Palace Hotel afirmou não poder “falar sobre os hóspedes”. O número de casos de Covid-19 relacionados com a Copa América estava, até o fim desta terça-feira (15), em 53. Cerca de 3.045 atletas, funcionários e demais integrantes das equipes foram submetidos a testes de RT-PCR.

Fonte: Bahia Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo