OpinandoSegurança

Um mês após assassinatos, comunidade do Alto São de Roque segue sem respostas

Fonte: Rede social

No último dia 12, completou um mês da morte de 2 jovens na comunidade do Alto de São Roque, no município de Valença, Baixo Sul Baiano, e até o momento não se têm respostas sobre o crime ocorrido.

Moradores da comunidade defendem o nome de Anderson e Kaick a todo momento. E mesmo após manifestações que demostram indignação nas redes sociais em forma de protesto, trazendo o alerta no intuito que todos possam compreender, que inocentes também morrem nenhuma ação foi feita.

Considerado pacífico para os seus residentes, o bairro ainda mantêm retido o medo de que crimes como esse possam se repetir, acarretando o desespero e sensação de insegurança de todos.

A forma trágica como tudo ocorreu faz com que moradores tenham que reviver o luto de anos atrás, como a morte de Júnior, outro jovem que foi assassinado em situação semelhante.

Familiares e amigos seguem atentos e fortes em busca de respostas, aguardando o posicionamento das autoridades competentes no intuito que o caso seja elucidado, para que  paz volte a pairar trazendo tranquilidade ao bairro que tanto precisa do olhar do poder público.

Nágila Kelly

Nágila é estagiária de Livre e formanda em Comunicação Social.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo