Notícias

Ministério da Saúde paga seguro para se responsabilizar por vacinas

Segundo a Folha, R$ 10,3 milhões foram depositados para cobrir efeitos adversos dos imunizantes da Pfizer e da Jansen

O governo federal pagou R$ 10,3 milhões em seguro para cobrir responsabilidades em casos adversos das vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech e da Jansen, braço farmacêutico do grupo Johnson & Johnson. A exigência de assumir este risco foi um dos entraves apresentados pelo presidente Jair Bolsonaro e auxiliares para fechar a compra do imunizante da Pfizer.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o dinheiro foi pago à empresa inglesa de seguros Newline Underwriting Management Limited, em ordem bancária do Ministério da Saúde datada de 30 de março.

Ainda no fim de março, o governo brasileiro liberou o pagamento antecipado à Pfizer (R$ 1,14 bilhão) e à Jansen (536,7 milhões). Nenhum dos dois produtos foi entregue ainda.

O primeiro lote da Pfizer (1 milhão de 100 milhões de doses encomendadas) tem previsão de chegada nesta quinta-feira (29). Já no caso da Jansen não há ainda um cronograma de envio das 38 milhões de unidades previstas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo