Notícias

Valença: Conselho de Saúde rejeita contas do Fundo Municipal

A Comissão de Finanças do Conselho Municipal de Saúde de Valença, no Baixo Sul da Bahia, rejeitou o Relatório Anual de Gestão (RAG) 2020, apresentado pela Secretaria de Saúde do Município. Os conselheiros afirmam que houveram redução nos investimentos do que realmente se fazia necessário para o melhoramento dos serviços de saúde no município.

Os conselheiros informam à Livre que há tempos pediam uma auditoria, mas nunca foram atendidos. “Não temos as informações de metas estabelecidas com as realizadas. Os equipamentos da saúde encontram-se, em sua maioria, com problemas estruturais, colocando em risco os munícipes e os próprios servidores em situação de periculosidade e insalubridade”, apontam falas extraoficiais.

Os conselheiros não vislumbraram dados de mortalidade entre 2017 e a comparação nos números apresentados de produção de serviços no Sistema Único de Saúde (SUS) também no período. O mesmo ocorrendo em relação à produção de Urgência e Emergência.

A Prefeitura de Valença, explica que as contas são de responsabilidade da ex-secretária Margarete Carvalho e do ex-prefeito Ricardo Moura (PSD). A Administração lembra que o RAG tem o objetivo de prestar contas da aplicação dos recursos financeiros do Fundo Municipal de Saúde, bem como analisar a execução da programação física e orçamentário-financeira e as recomendações consideradas necessárias para o exercício seguinte.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo