Notícias

Valença: Mãe procura filho desaparecido em Ituberá

Marcos de Jesus dos Santos.

Há quase três semanas, dona Rosilda Conceição de Jesus, de 44 anos, está correndo atrás de pessoas e quaisquer tipos de canais de notícias na missão de encontrar o paradeiro de um dos seus filhos, Marcos de Jesus dos Santos, de 19 anos.

Moradora do Distrito de Graciosa, em Valença, no Baixo Sul baiano, a mãe vai em busca de informações sobre o sumiço de Marcos. Segundo ela, o jovem desapareceu após sair de casa no dia 18 de março de 2021 com um homem identificado por Zeca, popularmente chamado de Gago, para trabalhar catando ostras no município de Ituberá.

Zeca/ Gago.

“Saiu segunda-feira dizendo que ia voltar terça-feira e o último contato que a gente teve com ele foi sábado, doze horas da noite, que o pai dele ligou para ele para saber como é que ele tava, se ele tava bem”, disse dona Rosilda.

Após esse dia, Marcos não entrou mais em contato com a família, e a partir daí, a mãe passou a se preocupar e conversou com o Gago através de um aplicativo de mensagens, que afirmou para dona Rosa que o filho “tinha saído de lá”.

Na sequência, foi bloqueada pelo homem e dona Rosa entrou em contato com a esposa e as filhas de Gago. “Eu procurei saber da mulher dele que chama Tina e as duas filhas: Tainá e Thaís, elas falaram que ele tinha ido procurar meu filho e ainda não tinha chegado, quando ele (Gago) chegou… ‘Oi dona Rosa a senhora sabe que eu não posso me envolver com justiça’, contou em entrevista a Livre.

A mãe de Marcos deu queixa de desaparecimento na Delegacia de Polícia na Sede de Valença e não há informações acerca do andamento das investigações.

Ao final da entrevista, dona Rosa pede o apoio da população para encontrar Marcos: “Se está vivo ou se está morto pelo menos alguém me dê alguma informação que eu não aguento mais essa dor da ausência do meu filho, me ajudem, por favor. É uma mãe sofredora que está pedindo uma ajuda!”, apelou.

Raylane Santos

Raylane Santos é jornalista de Livre Notícias e Analista de Figuras Públicas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo