Notícias

Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas investigarão Câmara de Taperoá por omissão de gastos

Presidente Derivaldo deverá ser notificado nos próximos dias

Câmara Municipal.
Foto: Google Maps

A Câmara Municipal de Vereadores de Taperoá, no Baixo Sul da Bahia, deverá ser investigada pelo Ministério Público do Estado e Tribunal de Contas dos Municípios, em razão de descumprimento da Lei 131 que versa sobre a Responsabilidade Fiscal, ou seja, transparência da gestão fiscal, inovando ao determinar a disponibilização, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária que não tem sido cumprido pelo atual presidente, Derivaldo Marcos – o Dedéu (PDT).

O princípio da transparência nos órgãos públicos é importante para que a comunidade possa acompanhar os gastos dos repasses da prefeitura para a instituição. O presidente do poder legislativo taperoense, em entrevista na rádio Valença FM, negou as informações e disse que cumpre a Lei e indicou o site para acesso, porém, em uma nova busca, a redação de Livre não conseguiu acessar os dados.

O presidente poderá ser multado, a depender do entendimento do órgão e da corte.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo