Opinando

Os 30 dias de Jairo

Hoje completam-se 30 dias do governo do prefeito recém-eleito de Valença, cidade polo do Baixo Sul, Jairo Baptista (PP). Um prefeito eleito por componentes de todas as classes sociais da cidade, e que na última semana das eleições de 2020 possuía 45% de preferência do eleitorado que saiu em boa parte da porcentagem da abstenção para completar a histórica votação de quase 21 mil votos.

Mas voltando ao que importa, Baptista nos 30 dias de governo demonstra ter o interesse de organizar a máquina pública, ainda que isso lhe custe desagrado de políticos que estão na base que comportou sua eleição. Nas palavras de Jairo, sempre que se posiciona em meios de comunicação e outros “não foi feito nenhuma negociata” para chegar ao poder.

Jairo Baptista.
Foto: Agência Abrange

A primeira pedra no sapato de Jairo, foi o imbróglio com os fazedores de cultura local, que entenderam a falta de nomeação de um secretário como um desacato a classe. Mas ao que parece, poucos foram os que não entenderam que a secretaria se mantém na estrutura de governo, porém, com corte de gastos do erário.

Outra situação foi o informe de que Jairo haveria perdido na Câmara Municipal de Valença quando pediu autorização para celebração de convênios e contratos por 90 dias, sendo concedido pela maioria dos edis apenas 30. Na mente da oposição Jairo perdeu, mas no entendimento de entendedores, o prefeito estará coberto realizando ações com autorização da Câmara, ainda que limitada, pois, além do controle, existirá uma participação mais efetiva dos edis, o que não existia nas demais gestões.

Jairo diz também não estar preocupado com as falas de membros da oposição que tentam desarticular seus atos. “O povo é meu maior defensor. As pessoas sabem quem critica porque tem interesse de melhoria e quem tem interesse em outra causa. Vou fazer o que é correto para ajudar não somente um, nem dez, mas milhares de valencianos”, afirmou.

 Outra metodologia implantada pelo prefeito é a visita técnica aos órgãos componentes das secretarias municipais desde que assumiu. Segundo informações, de forma surpresa o  alcaide aparece em postos de saúde para dialogar com a clientela do local e obter informações sobre a qualidade do atendimento.

Com o Governo do Estado, apresenta a estratégia de cobrar veementemente investimentos para a cidade, e tem se mostrado habilidoso com os parceiros, sempre em busca de implantação de empresas no município para geração de empregos.

Jairo tem desafios maiores para os próximos meses: Organizar requisitos fiscais necessários à celebração de instrumentos para transferência de recursos do governo federal, pelos entes federativos, seus órgãos e entidades, e pelas organizações da sociedade civil, o famoso CAUC; Adequar o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) para iniciação da política de desenvolvimento e expansão urbana do município; Captar recursos para as áreas de Saúde e Ação Social haja vista a necessidade do povo em plena pandemia; Ter uma forte Procuradoria Municipal para que a cidade perca muito pouco, ou quase nada. Já que se encontra afogada em precatórios; Convencer o povo de que sabe o que esta fazendo e manter o conceito, do oposto a sociedade vira-se contra e a reconstrução é impossível.

Jairo esta em teste, teste de uma missão considerada por alguns impossível, mas que caberá a ele demonstrar toda sua capacidade técnica e gerencial sobre a maior empresa da cidade.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo