Notícias

Deputado agride homem que bateu em cachorro a pauladas

Após receber denúncia de maus tratos aos animais, o deputado estadual da Bahia, Marcell Moraes (PSDB), publicou um vídeo em suas redes sociais na tarde desta quarta-feira (27), em que aparece chutando um homem que foi flagrado agredindo um cachorro a pauladas.

“Prendemos o agressor que bateu de paulada na cabeça do animal. Já foi para a delegacia e estamos aqui atrás do animal para saber o seu estado de saúde e resgatar. Eu gosto é de bicho. Se fosse sua mãe ou um filho seu que tomasse uma paulada, o que você faria com esse canalha?”, questionou Moraes em sua publicação.

De forma violenta, o deputado expõe sua indignação no vídeo e declara aos seguidores sua consideração pelos animais. “Eu tenho os animais como filhos. E não vou medir esforços para cada canalha pagar caro. Obrigado, amigos, pelas centenas de mensagens de apoio. De verdade estou emocionado”, acrescentou na legenda em seu perfil no Instagram.

Nos comentários, seguidores criticaram acerca da maneira em que o deputado abordou o agressor do animal, que não teve sua identidade revelada. “Agora a forma de abordar foi totalmente inadequada, acreditamos que seja pra ganhar mídia pra próxima eleição. Não se luta contra a agressão aos animais, também agredindo, denegrindo, humilhando em público!!! Não se faz justiça com as próprias mãos, muito menos dar voz de prisão sem poder pra isso!”, comentou um internauta.

O parlamentar foi questionado também pelo fato de não ser policial e ter atacado o homem fisicamente após já ter sido “rendido”. “Você é polícia? Esse não é o seu trabalho. Deixe as autoridades tomarem conta”, escreveu uma internauta, que foi respondida por Marcell em seguida: “Se fosse a sua mãe ou seu filho? Você chutaria o agressor?”.

Apoiado por outras pessoas que comentaram em sua publicação, Marcell reforçou: “Não tenho sangue de barata. Os animais são meus filhos”.

Raylane Santos

Raylane Santos é estagiária de Livre Notícias e analista de perfis de figuras públicas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo