NotíciasSaúde

Manaus vai transferir bebês prematuros para outros estados; governo de SP oferece leitos

A Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas informou nesta sexta-feira (15) que vai transferir para outros estados brasileiros bebês prematuros internados em maternidades públicas amazonenses, por conta da falta de oxigênio dos hospitais. O sistema de saúde amazonense entrou em colapso após as internações por Covid-19 no estado baterem recorde.

Segundo a secretaria, os recém-nascidos serão transferidos a partir da autorização dos pais e serão acompanhados pelas mães nos voos que estão sendo preparados pelas autoridades locais.

O governo amazonense não informou a quantidade de bebês que serão transferidos, mas disse que “técnicos da secretaria estão trabalhando no planejamento da logística de transferência” e a os recém-nascidos “passarão por avaliação clínica” para saber se têm condições de transferência.

Os estados que receberão os bebês transferidos ainda não foram divulgados pelas autoridades amazonenses, mas nesta sexta o governo de São Paulo anunciou que vai disponibilizar leitos e assistência médica para bebês e gestantes internados em Manaus e que correm o risco de ficar sem oxigênio.

O governo do Paraná também ofereceu leitos de UTI neonatal para pacientes do Amazonas nesta sexta (15). De acordo com a secretaria estadual do Paraná, há a necessidade de transferência de 61 pacientes recém-nascidos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo