Notícias

Só 3% dos alunos de 4 a 17 anos do país voltaram a ter aulas presenciais neste ano

Apesar da reabertura gradual e parcial de escolas pelo país, apenas 3% das famílias brasileiras disseram que seus filhos participaram de atividades presenciais em novembro. Em 97% dos lares brasileiros as crianças estão há mais de nove meses sem ir à escola.

Os dados são da pesquisa Impactos Primários e Secundários da Covid-19 em Crianças e Adolescentes, feita pelo Unicef (braço das Nações Unidas para direitos das crianças e dos adolescentes) e divulgada nesta sexta (11).

Entre 29 de outubro e 13 de novembro, foram entrevistadas 1.516 pessoas que moram com menores de 18 anos em todas as regiões do país. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa identificou que 9% das famílias disseram que as escolas onde os filhos estão matriculados, de 4 a 17 anos, reabriram. No entanto, apenas 3% diz que as crianças e adolescentes participaram de atividades presenciais.

A reabertura das escolas ocorreu de forma mais intensa entre as famílias de maior renda. Entre os que têm renda familiar superior a 5 salários-mínimos, 22% disseram que os colégios retomaram as atividades presenciais.

Os dados ainda mostram que houve queda do acompanhamento dos estudantes nas atividades remotas nos últimos meses. Em outubro, 63% responderam que os filhos faziam aulas e lições a distância cinco vezes na semana. Em novembro, o número caiu para 52%

A pesquisa também mostra que a pandemia agravou a situação das famílias de baixa renda. Nas casas que viviam com até um salário mínimo, 69% dizem ter tido redução no orçamento domiciliar.

Com informações do Bahia Notícias

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo