Notícias

Deputado cria cartaz dizendo que máscara não é obrigatória em seu gabinete; Eduardo Bolsonaro também vai aderir

O deputado Frederico D’Ávila (PSL-SP) pendurou um cartaz na porta de seu gabinete, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), que diz que, naquele espaço, o uso de máscara não é obrigatório. Eduardo Bolsonaro (PSL), que é deputado federal aliado a D’Ávila, disse que também adotará a ideia.

A atitude do filho do presidente Jair Bolsonaro surgiu após a Folha de S. Paulo fazer uma matéria citando a decisão de D’Ávila e lembrando que um decreto do governo do Estado exige uso obrigatório de máscara “em repartições públicas estaduais, pela população, por agentes públicos, prestadores de serviço e particulares”.

Em nota, D’Ávila disse que se tratava de espaço privativo seu e de sua equipe, com regras suas, e que a assembleia só está aberta para compromissos agendados. A assessoria de imprensa da Alesp informou que os gabinetes são de responsabilidade exclusiva dos parlamentares e que nas áreas comuns e plenários todos devem usar máscaras.

Depois, o deputado estadual publicou a matéria em sua rede social, enfatizando a medida que adotou. “SIM, NÃO OBRIGO O USO DE MÁSCARAS! Estudos científicos afirmam que disseminação assintomática de Covid-19 é raríssima, algo que até a OMS chegou a admitir. Não abaixaremos a cabeça pra imprensa criminosa, e muito menos pra tirania do governador metido a Mussolini dos trópicos!”, reclamou, em referência ao governador João Dória.

Eduardo Bolsonaro, por sua vez, retuitou a mensagem do colega, aprovando a iniciativa e dizendo que irá adotar o método. “Boa ideia, adotarei em meu gabinete também. Cada um tem a liberdade de decidir se quer ou não usar a máscara”, reforçou Eduardo Bolsonaro.

Fonte: Aratu On

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo