Notícias

Procon-BA fiscalizou 87 sites durante a Black Friday e encontrou irregularidades em 29 deles

Durante as fiscalizações feitas na Black Friday, realizada na última sexta-feira (27), o Procon-BA (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor da Bahia) vistoriou lojas de departamento, cosméticos, calçados, conferindo preços e exposição de produtos.

Neste ano, nas operações de fiscalizações voltadas a Black Friday, 75 lojas físicas foram fiscalizadas, sendo que 27 apresentaram irregularidades (produtos sem preço ou sem preço visível, produtos vencidos, produtos de amostra vencidos/sem validade). Já nas lojas virtuais, 87 sites foram fiscalizados e 29 apresentaram irregularidades.

Segundo o diretor de fiscalização do órgão da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), as infrações mais comuns são a publicidade omissa ou enganosa; a exposição de produtos sem preço em vitrine interna, externa e dentro da loja; a falta do Código de Defesa do Consumidor (CDC) em local visível e acessível; entre outras.

Ainda de acordo com o diretor de fiscalização, além da ausência de preços e do CDC, alguns comerciantes praticam fraudes. “Uma delas é a chamada ‘Black Fraude’, quando o fornecedor eleva o preço do produto antes do evento promocional e abaixa no momento promocional, para dar ao consumidor uma falsa sensação de promoção. Estamos de olho”, sinalizou.

O órgão reforça a importância do consumidor participar da fiscalização do Procon, fazendo denúncia pelo aplicativo (Procon BA Mobile), gratuitamente. Isso fará com que o órgão tome conhecimento mais rápido da prática abusiva e tome providência para que esse fornecedor pare de cometer essas irregularidades. O consumidor também pode denunciar por meio do e-mail: [email protected]

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo