Pimenta com veneno

A estratégia de Jairo

*Por Wellingthon Anunpciação

O candidato Jairo Baptista (PP) arriscou na mais perigosa estratégia que se pode realizar em um processo eleitoral: ausentar-se do pico.

Jairo usou uma técnica muito conhecida do marketing, inclusive em países com campanhas acirradas – que marqueteiros atrasados e sem experiência no tático não conhecem – cito a absence strength, em português: “Força da Ausência”.

Mais cedo, exatamente duas horas antes do debate, o candidato adentra em suas redes sociais diz que não comparecerá, apresenta seus motivos principais, entre eles o dos ataques a sua honra e conduta, convence que esta em posição de vítima e do nada, sem perceberem que foram postos em uma armadilha letal, aprisionados sem muros, alguns dos prefeitáveis e suas militâncias iniciam um processo de ataque ao candidato antes da live ir ao ar, além da força da ausência: cotada, comentada e desesperosa de alguns que debatiam como se quisessem atacar quem ali não estava, dando a comunidade uma sensação de desconforto e desequilíbrio e confirmando o que Baptista havia citado há duas horas antes do certame: ataque irredutível.

Fim de debate, entrevista na imprensa e mais citações de quem deveria ter ficado calada, muda, sem atacar ou sequer citar o nome do candidato, o que deu aos indecisos uma sensação de covardia em atacar quem estava ausente.

Jairo e seu marketing se arriscaram, foram a fundo, desviaram da avalanche e o tracking principal de agora é calcular a rota de contorno sem a instabilidade de qualquer problema, já que todos os dardos enviados parecem não fazer efeito, e até mesmo quem ataca via boomerang parece mandar recados de pedidos de paz, não acreditando em quem demanda a guerrilha.

Bem, agora falta pouco para este “jogo mortal” acabar, se é que não já teve fim!

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo