Política

Cairu: Juiz Eleitoral derruba pedido de Maneca Ché e dá guarida à “Visita da Vitória”

Pedido de suspensão do evento pelo candidato Maneca Ché não foi atendido pelo magistrado

Evento do grupo do DEM está mantido pela justiça. Foto: Redes Sociais

O Juiz Eleitoral da 31ª Zona Eleitoral não acatou pedido de liminar da Coligação Nossa Gente Merece Mais, representada pelo atual vice-prefeito Manoel Palma Ché (Solidariedade) e candidato a prefeito em Cairu, no Baixo Sul da Bahia, para vetar caminhada dos candidatos Hildécio Meireles (DEM) e Cíntia Rosemberg (DEM) no município.

A ação que tramitou em apenas uma dia, foi derrubada no final da tarde deste sábado (24), quando o juiz eleitoral, Eduardo Augusto Ferreira, não concedeu o pedido de Maneca para impedir a caminhada.

Maneca, alegou em sua petição que a caminhada de Meireles seria um ato de aglomeração, fato que não convenceu o juiz após analisar as imagens de sua própria caminhada na última semana, quando diversas pessoas foram vistas sem máscaras, com imagens sendo postadas inclusive na própria rede social do vice-prefeito.

Magistrado entendeu que no evento do candidato do SD houve aglomeração e pessoas sem máscaras, fato que fez o vice-prefeito perder o objeto do pedido. Foto: Redes Sociais.

Abreu em sua sentença, não entendeu que houvesse qualquer propaganda ilícita por parte da coligação comandada pelo ex-deputado, e liberou a prosseguimento da propaganda da “Caminhada da Vitória”, que, segundo o magistrado não fere o artigo 6º da Resolução TSE nº 23.610/2019.

“Estamos em um processo comum de disputa, não peço, nem pedirei que a justiça vete meus concorrentes de realizarem seus eventos. Seria o motivo desta perseguição o agrado do povo de Cairu por mim e Cíntia?”, interrogou Meireles.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo