Notícias

Valença: Homem é condenado por crime de fake News

Outras condenações devem ser feitas contra o homem que já realiza compartilhamento de ofensas desde o início das eleições

Renato Sena é condenado por crime de fake news. Foto: Redes Sociais

Renato Sena – vulgo Baratão São Paulo, de Valença, no Baixo Sul da Bahia, foi condenado pelo juiz eleitoral Eduardo Augusto a pagar multa no valor de 5 mil reais por praticar crime de fake News contra a candidata Jucélia Nascimento (PL) e seu esposo Hilarino Barreto – o Lau, assessor federal.

Na sentença, o juiz contextualiza a condenação do homem devido a postagem em um grupo de whatsapp qual o mesmo propaga que na sua gestão como prefeita, Jucélia realizava a cobrança de 20% (vinte por cento) em seu proveito por ocasião da celebração de contratos diversos pelo Município de Valença.

Além da condenação de 5 mil reais, Renato deverá pagar multa de 200 reais ao dia durante o tempo de instalação da calúnia na rede. Até o fechamento desta matéria não houve nenhum argumento de defesa do condenado a imprensa. Ele, que já realiza a ação há alguns dias, segundo grupos políticos, na tentativa de fazer um candidato ter melhor desempenho político, deverá pagar a multa para não ter bens penhorados, após os devidos recursos.

Hilarino Barreto, esposo de Jucélia Nascimento, disse não entender a atribuição deste tipo de fake News. “Somos gente de bem, meu pai e minha mãe sempre me criaram bem e não compreendo o ato deste senhor. Espero que ele reflita que por trás de todo ofendido, sempre tem um filho, um esposo, um pai, enfim, mas a preocupação não é valor de todos”, comentou ao telefone com a redação de Livre.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo