Notícias

31ª Zona eleitoral não se posicionou sobre ações eleitorais

Sem intervenção judicial candidatos poderão realizar eventos

Fórum Eleitoral. Foto: Ascom/TRE

Diversas zonas eleitorais que compões o Baixo Sul da Bahia, já se posicionaram acerca da suspensão de eventos como carreatas, comícios, caminhadas e possíveis promoções de aglomeração, com exceção da 31ª Zona Eleitoral, que cuida das comarcas de Valença e Cairu.

Em ambos os municípios, os candidatos já tem programados eventos que vão desde carreata a caminhada, esta última chamada de visita. Algumas zonas têm se baseado no número de casos ativos, leitos ocupados e orientações de infectologistas para decretar e informar decisões aos dirigentes de coordenação das chapas que disputam a corrida eleitoral.

Uma outra dificuldade é a ação dos correligionários, que a maioria mesmo ciente do informe para não aglomerar, em sua grande parte, abraçam-se, dançam de forma amontoada os jingles dos candidatos e parecem viver a animação política, esquecendo que o novo coronavírus paira ainda no cenário.

“Os candidatos só possuem culpa quando estes promovem eventos com alto número de atrativos para que a comunidade saia de casa e se aglomere. Por outro lado se os eventos forem realizados em espaços abertos, com ampla ventilação a compreensão do magistrado pode pairar por esta justificativa”, explica o jurista José Carlos Arouca, consultor de Livre.

Raylane Santos

Raylane Santos é estagiária de Livre Notícias e analista de perfis de figuras públicas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo