Política

Camamu: Luizinho tem condenação por improbidade administrativa mantida pelo TJ

Dois candidatos estarão inelegíveis no registro de candidatura

Caso a oposição recorra, Zona Eleitoral e TRE podem indeferir candidatura. Foto: Redes Sociais

Depois das últimas notícias, quais deram conta dos impedimentos políticos de Ioná Queiroz (PT), quem esta na situação interpretada como impedimento é o filiado do Republicanos e pré-candidato a prefeito Luiz Oliveira – o Luizinho, empresário que foi derrotado pelo prefeito Enoc Souza (PP) nas últimas eleições de Camamu, no Baixo Sul do estado.

Segundo entendimento de juristas, o Tribunal de Justiça da Bahia, acata a condenação por improbidade administrativa, emanada desde a primeira instância, deixando então o empresário de 55 anos inapto, já que a condenação refletiria no impedimento de registro da candidatura.

José Carlos Arouca, consultor de Livre, declarou que o político pecou em não cumprir a legislação no tangente as processos licitatórios. “O que vemos é um erro de gestor imaturo. Contratar um escritório de advocacia por exclusividade, sendo que no estado inteiro diversos poderiam servir. Juízes e desembargadores ao analisarem esta matéria de fato buscaram entender a questão da exclusividade na especialidade contratada”, declarou.

Na condenação, validade pela corte baiana, a desembargadora Silvia Zarif, cita que a defesa não apresentou provas que corroborassem com um novo entendimento, seguindo assim a condenação por improbidade administrativa.

O empresário e pré-candidato não emitiu nota, nem manifestou-se à imprensa.

Clique abaixo para acessar a condenação:

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo