Notícias

Proposta do governo federal pode aumentar as mensalidades escolares em 10%

A proposta para a reforma tributária do governo de Jair Bolsonaro (Sem partido) pode resultar em aumento do valor das mensalidades escolares do ensino do ensino básico e superior do Brasil, em 6% a 10,5%. Dados do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, apontam que 81% dos 10 milhões de alunos são de família que possuem renda per capita de até três salários mínimos.

O levantamento feito com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNDA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que 41% têm a renda per capita de até 1 salário mínimo.

“O ministro [Paulo Guedes] argumentou que o imposto não terá impacto para os mais pobres porque a escola particular é só para os filhos dos mais abastados. Isso não é verdade, e as famílias com menor renda podem não suportar esse aumento de 10% nas mensalidades”, disse o secretário executivo do fórum Celso Niskier, conforme informações da Folha de S. Paulo.

O âmbito educacional avalia que a ação pode intensificar a saída dos estudantes da rede privada para entrar na pública, e resultar em fechamentos de unidades particulares. A mudança seria oposta ao que os representantes das instituições privadas pedem ao governo federal.

Via a Tarde.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo