Notícias

Estudo revela que isolamento social pode ter salvado 118 mil vidas no Brasil apenas em maio

Pesquisa foi realizada por professores da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

De acordo com um estudo realizado por professores da área de estatísticas econômicas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), as medidas de isolamento social evitaram mais de 118 mil mortes pelo novo coronavírus no Brasil durante o mês de maio.

A pesquisa que ainda será submetida a revisão de pares, estabeleceu uma equação para estimar mortes e infecções provocadas pelo novo coronavírus em cenários com diferentes graus de distanciamento social. Para chegar ao resultado, os especialistas analisaram a transmissão do vírus em diversos estados brasileiros e consideraram a taxa de isolamento social através de dados monitorados a partir do sinal do GPS emitidos pelos aparelhos celulares.

“O número de óbitos no Brasil em um mês, no cenário provável, seria 5x maior sem as medidas restritivas, o que indica um isolamento pouco eficiente. As estimativas, publicadas na revista científica Nature, verificaram que o número de mortes na Europa (11 países analisados) seria de 3,2 milhões de pessoas em vez de 129 mil, 25 vezes mais, se não fosse o conjunto de medidas de isolamento (“não farmacológicas”) adotado pelas autoridades entre março e abril, início da pandemia do coronavírus.”, afirma o estudo.

Via Bahia.Ba

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo