Notícias

Após 72hs, ex-funcionários da Valença da Maricultura encerram acampamento

Maricultura protocolou petição solicitando recurso para pagamento no processo de recuperação judicial

No interior da empresa, comissão reuniu-se com direção da empresa. Foto: Agência Abrange

Após 72hs acampados em frente a Valença da Maricultura na BA 887, no município polo do Baixo Sul, ex-funcionários da empresa levantaram acampamento depois de obterem atenção e resposta acerca das dúvidas do processo que suspendeu pagamento de mais de 200.

A representante da empresa dialogou com todo o grupo na entrada da empresa.

Durante a tarde desta quarta (08), os funcionários exigiram a presença da imprensa para dar andamento as negociações e a diretoria da empresa atendeu o formato explanado gerando assim a reunião com a comissão que decidiu a cada dez dias sentar para as negociações de problemáticas como PIS, acordos futuros e situações processuais caso ocorram. Atendidos pela administradora da empresa, Rosângela Porto, foi firmada a promessa de levantar documentações para comprovação de informe à Caixa Econômica Federal, para que os prejudicados recebam valores do PIS que, segundo o banco, não possui nenhuma informação.

A diretora local do Sindicato de Trabalhadores de Pescado do Estado da Bahia, Euzanete Bahia, comemorou a ação como uma vitória para a classe, que adquiriu respeitabilidade da empresa. “Paramos a produção. Modificamos a rotina. Estivemos unidos em prol de nosso objetivo e conseguimos. Esperamos agora que os próximos dias sejam de boas notícias”, comemorou.

Agora, com o processo de recuperação judicial correndo, caberá a justiça nomear um administrador para as ações financeiras da empresa, além de analisar a petição impetrada pelos advogados da Valença da Maricultura que pede a liberação de mais de 37 milhões para pagamento de inativos da instituição.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar