Notícias

Falta de cédulas causa colapso em lotéricas e agências da CEF do Baixo Sul

Aglomeração poderá ampliar número de infectados na cidade e região. Foto: TV Costa do Dendê

A Caixa Econômica Federal é o banco mais procurado pela clientela em virtude do pagamento do auxilio emergencial do Governo Federal, e devido à esta demanda o banco entrou em total colapso na maioria das cidades do Baixo Sul da Bahia onde possui agências.

Destaque para Valença e Taperoá, onde por diversas vezes a falta de cédulas nas lotéricas – instituições dependentes da CEF – faz com que clientes fiquem nas filas por mais de 6 horas, além de não obterem êxito no saque de seus benefícios.

“Não tenho cédulas. Recebemos uma carga de 2 milhões que não serviu para atender a demanda”, disse um gerente da Caixa em uma reunião.

Outra situação bastante delicada são os atendimentos preferenciais que não tem sido respeitado pelos atendentes e organizadores de fila, conforme denunciou uma ouvinte em um programa de rádio.

“Estou nesta fila desde cedo. Pedi meu código que já venceu e agora não tenho internet (móvel) para pedir um novo”, desabafou Kátia Souza, moradora de Valença, que participou de uma manifestação fechando a Avenida ACM em Valença, por causa da falta de dinheiro na lotérica.

A Caixa Econômica não autoriza os gerentes a dialogarem com a imprensa, o que torna mais difícil a satisfação a comunidade no momento de crise em que ultrapassa o país.

Confira o vídeo amador, da manifestação:

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo