Política

Taperoá: Câmara Municipal irá pedir investigação do prefeito pelo MPF

Mau uso do dinheiro em plena pandemia seria o motivo

Vereadores reuniram-se com assessor jurídico para traçamento de metas. Foto: ASCOM/PMT

Parte dos vereadores do município de Taperoá, no Baixo Sul da Bahia, usaram redes sociais na manhã desta segunda (27), para denunciar o que eles entenderam como “faceta pandêmica” cometida pelo prefeito Rosival Lopes (DEM). Segundo palavras dos edis, no perfil da Câmara Municipal de Vereadores na rede social facebook, o prefeito estaria aproveitando a pandemia para de forma suspeita usar o erário.

“Devolvemos R$30 mil antecipadamente para os cofres do executivo. Dinheiro este que poderia ter sido feito investimentos no Hospital Iomar Meireles e lá não temos se quer um equipamento digno para estabilizar os taperoenses, caso passem mal por causa desta doença”, disse a presidente, Ana Goto (PT), da CMT

Representando os demais vereadores, os edis Ulices Dantas (DEM) e Elineide dos Santos – a Neide da Saúde (PT), comentaram acerca dos investimentos que deveriam ter sido feitos pelo prefeito, mas que até o momento foram deixados de lado. “Ele (Rosival) não respeita a nossa posição enquanto fiscalizadores. Sonega informações e faz da prefeitura a casa dele. Queremos saber aonde estão as verbas dispensadas para nosso município”, indagou Neide, que foi acompanhada pelo vereador Ulices, que usou o momento nas redes para questionar explicações do prefeito sobre o gasto de mais de R$118 mil em sanitização da cidade, contratando empresa de Alagoinhas, “sendo que na região existem dezenas que fazem o mesmo trabalho”, segundo fala do vereador.

A Câmara Municipal de Taperoá irá acionar o prefeito nas esferas estadual e federal do Ministério Público, podendo fazer o alcaide responder por crime de responsabilidade fiscal, por não estar cumprindo o determinado em Lei Orgânica municipal.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo