Saúde

Centro de Atendimento a Portadores da Covid-19 de Valença; Assessor da Sesab dá detalhes

Cássio Garcia cedeu detalhes do plano a Livre. Foto: Paulo Afonso Noticias

Cássio Garcia, Assessor Especial da Secretaria Estadual de Saúde do Governo do Estado, dialogou com o jornalista Wellingthon Anunpciação acerca da implantação do Centro de Atendimento a Portadores de Covid-19 em Valença, no Baixo Sul da Bahia e tirou dúvidas, tidas inclusive pela própria população.

Garcia explicou que Hospital de Campanha não será montado em Valença, isso porque em Salvador, na capital baiana, já existem unidades de saúde montadas para tratamento de pacientes confirmados, inclusive o Hospital Espanhol, reativado pelo Governo para funcionamento já neste final de semana. “Precisamos que o município nos aponte um espaço que possa funcionar como centro de atendimento, neste espaço equipado com ventiladores para estabilização do paciente e imediata transferência para espaço especializado”, explicou.

Em seguida foi a vez de Cássio responder acerca do R$1 mi de reais investidos pelo deputado federal Raimundo Costa no Fundo Estadual de Saúde, e, segundo ele o valor ainda não consta no Fundo e ainda é necessário organizar o planejamento já que a verba é para custeio.

Sobre a UPA foi dito pelo assessor que existe inviabilidade no local em razão da estrutura não haver sido eficientemente erguida. “Fizemos contato com a secretária de Saúde (Margaret Carvalho) daí e constatamos esta inviabilidade”, declarou.

R$500 mil, este seria o custo de montagem de um hospital de campanha no município (em orçamento apresentado), sem calcular os custos de equipe de trabalho e insumos necessários – ideia que poderia fazer o financeiro do município esgotar e haver inviabilidades ao longo do caminho – o que certamente teria feito o Estado realizar opção de criar Centro de Atendimento com todo aparato para transferência.

“É uma ação que deve ser bastante pensada para que o paciente não fique no meio do caminho, o atendimento deve ter início, meio, assistência integral e fim”, alertou o infectologista Rubem Junior.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Fechar
Fechar