Notícias

Bolsonaro teria dito que a “galera do Coronavirus” nunca fez parte do grupo de colaboradores dele

Informação veio através de um assessor de um deputado da base do presidente

Bolsonaro classificou ação como armação para macular sua imagem. Foto: Reuters

Após tomar conhecimento do vídeo da “galera do Coronavirus” de Valença, no Baixo Sul da Bahia, o presidente  Jair Bolsonaro (Sem partido) teria comentado que jamais seus verdadeiros apoiadores fariam algo do tipo e adjetivou a ação como criminosa.

A informação chegou ao jornalista Wellingthon Anunpciação após diálogo com um assessor de um deputado federal da base do presidente. “Soube que ele (Bolsonaro) disse que esta turma não é dele e que pode ter sido até armação para macular imagem dele como a mídia faz diariamente”, disse à fonte que pediu sigilo.

Com isso os apoiadores de Bolsonaro deverão não ter apoio do presidente caso sejam investigados pelo Ministério Público Estadual.

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Fechar
Fechar