Pimenta com veneno

Lorena fez uma proposta indecente, e com platéia

*Por Wellingthon Anunpciação .
Clique no play para ouvir a declaração da edil. Fonte: Sessão da Câmara de Valença

A Republicana, Lorena Mercês, acendeu a luz vermelha hoje nos grupos de oposição e no próprio que compõe após uma declaração durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Valença, no Baixo Sul do estado.

“Quem sabe, não é Adailton, eu não sou sua vice?”, disparou Lorena, que arrancou alguns aplausos, que não sei exatamente dizer quem.

Mas em seguida refletiu o objetivo do grupo. “Se o projeto é Valença, estamos aqui. Tenho humildade para dizer que estou aqui para contribuir com quem ama a cidade”, declarou.

Ponto. Vamos as reflexões. Todos sabem que no grupo existem 5 nomes, um coordenador e uma liderança de representação nacional, que estão ainda a discutir os nomes dos selecionados. Seguido disso, todos também sabem que o processo de articulação corre solto bastidores a fora, e a fala de Lorena acendeu todas as lâmpadas vermelhas nos grupos políticos. Isso porque o oferecimento grupo deixa alguns pensando se esta existindo qualquer tipo de articulação aparteado dos demais, bem como faz com que o assédio aos componentes role solto, inclusive com uso de falas contra ela.

Depois de receber benção de três deputados republicanos e um liberalista, Mercês diz que aceita ser vice. Foto: ASCOM/Lorena Mercês

Sabe o “Aviso de Miranda”, que diz “aquilo que você falar poderá ser usado contra você?” É bem assim, qualquer movimento melindroso podem causar efeitos catastróficos, imagine uma declaração como esta, que após a leitura de minha reflexão será classificada como veneno exacerbado e excesso de maldade, quiçá até levado ao lado pessoal, porém, “meu cérebro, meus pensamentos”. E registro ainda, que se há grupo, recolham-se voltem ao “BBB” e decidam-se internamente. Mas não façam declarações públicas que, com certeza, poderão expor e até desgastar todos vocês.

Não sou analista, nem estrategista político, embora alguns políticos se comportem como leigos e emprestam seu tesouro aos “bandidos” que identificam como triturar cada um tipo 6 por 12, sabe como é.

O que se tirou da fala de Lorena hoje foi o reconhecimento dela como uma pré-candidata sem oxigenação, pedindo um lugar na chapa para ter uma função 2021 – 2024. Jogando ainda por terra todo aquele trabalho e aquele evento lotado de pessoas que gritavam o nome da edil, e a mesma dizia que não desistiria e lutaria até o fim pela candidatura.

Certa feita eu disse a Lorena – mas ela não me escuta, ela certamente escute o único órgão que não se usa na política: o coração – falei para que ela fosse menos emoção e mais razão. Porém a emoção engoliu a razão, que danificou a perfeição, que estrangulou a exatidão, que por força da declaração poderá deixar a edil lá no canto, no balcão!

É assim mesmo, mandato na mão é vendaval, quanta gente aí se engana e cai da cama com toda ilusão que sonhou. E a grandeza, ah! A grandeza se desfaz…

Wellingthon Anunpciação

Jornalista Especialista em Comunicação Política

Artigos relacionados

Fechar
Fechar