ColunistaRecente Notícias

Eu posso contribuir?

*Por Cláudio Queiroz

Sabe quando você se sente “provocado” a contribuir?

Pois é, ontem conversando com alguns amigos em pleno ferry, claro que não deixaram passar em branco a oportunidade de falarmos sobre a política e o momento de nossa cidade.Muitas reclamações e constatações que geram frustações e desalento. Mas a pergunta maior que me fizeram foi: tem jeito?

Otimista por natureza que sou, afirmei sem pestanejar que SIM. Mas fiz questão de pontuar: precisa de um responsável choque de gestão.

E entre algumas das ações administrativas necessárias que partilhamos, vou dividir uma com vocês.

Será que pode servir de contribuição para análise da atual gestão?  Será que dos tantos “preparados” pré-candidatos que temos a disposição, algum já está pensando em como comunicar o caminho objetivamente das mudanças ou só estão lapidando a retórica demagógica?

“O prédio que esta atualmente sem função seria utilizado para suprimir gastos”. opina Queiroz.

Então pensemos juntos…

Em razão da queda no número de alunos e do desproporcional custo de manutenção da estrutura, o Governo do Estado relocou os alunos do antigo Ceneva (onde tive a oportunidade de cursar Contabilidade), hoje mais conhecido como João Leonardo da Silva, e encerrou as atividades na unidade, deixando uma enorme estrutura sem função no centro da cidade e com provável degradação do prédio como ocorre por exemplo com o colégio Conselheiro Zacarias.

A Administração municipal paga mensalmente uma quantia “bem razoável” em aluguéis para manter em diversos pontos da cidade as secretarias de governo e suas estruturas em funcionamento.

Ora, visando objetivamente produzir um salto de qualidade no processo de administração, consolidar junto ao Governo do Estado a cessão da estrutura física do antigo Ceneva, para centralizar neste prédio todas as secretarias de governo e suas estruturas vinculadas, geraria uma SIGNIFICATIVA redução nos custos de aluguéis pagos mensalmente, e uma ENORME capacidade de efetivar harmonia e disciplina entre o gestor e seus secretários nas ações de políticas públicas.

O atual modelo de gestão da Prefeitura, descentralizado física e gerencialmente, está produzindo grandes prejuízos financeiros e em efetividade (resultados) das políticas públicas ampla e facilmente percebidas por toda população.

O repensar das mudanças que a cidade precisa é uma responsabilidade de todos nós.

Não, não sou candidato eletivo a nada, mas me sinto sim cidadão capaz de contribuir com ideias e ações para que nossa cidade melhore em qualidade de vida para todos.

O que acham da ideia?

– CENTRO ADMINISTRATIVO DE VALENÇA NO ANTIGO CENEVA (COLÉGIO JOÃO LEONARDO)

#ficaadica

Cláudio Márcio Queiroz é administrador, especialista em gestão pública, empresário e político filiado ao partido Republicanos.

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Fechar
Fechar