Segundo João Cavalcanti, tem reserva de alumínio em solo valenciano

*Com informações de Levi Vasconcelos

Segundo o respeitável, “capa preta” do jornalismo baiano, Levi Vasconcelos, o geólogo João Cavalcanti, tido como o mago da mineração na Bahia, anunciou ontem que descobriu uma megarreserva de alumínio entre Nazaré e Itacaré, ou seja, do sul do Recôncavo ao norte da região cacaueira, passando por todo o baixo sul.

Segundo ele, a concentração é maior entre Nazaré e Valença, mas, no conjunto, a reserva é respeitável: conforme as estimativas iniciais, algo que oscila entre 500 milhões a um bilhão de toneladas. Uma equipe de geólogos está  na área fazendo estudos.

Cavalcanti disse a Levi que a descoberta foi por mero acaso. Transitando pela BA-001, que interconecta Nazaré a Ilhéus, passando pelo baixo sul (Valença, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá, Igrapiúna e Camamu), observou que nos cortes da estrada havia algo muito parecido com bauxita:

– Ora, bauxita é alumínio. Mandei estudar, e bingo! É bauxita mesmo.

Ele afirma que, pelas circunstâncias da região, a jazida é algo como uma galinha dos ovos de ouro:

– Fica entre o Porto Sul, em Ilhéus, e o Porto de Aratu, em Salvador. A área é altamente antropizada (muito mexida por humanos), grande parte é de pastos. E de quebra a rede de alta-tensão passa bem em cima, o que significa facilidade com a energia.

Na opinião de Levi, agora poderá correr comida e dinheiro no Baixo Sul!

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo