Venda de combustível em vasilhames esta proibida


Consumidores estocaram gasolina para vender com valores quintuplicados

                                 Filas de motos e carros se formam na Avenida ACM. Foto: Bia Lima

Seguindo a resolução da Agência Nacional do Petróleo (ANP) nº. 41/13, que está em vigor desde o mês de novembro de 2013, os postos de combustível do Baixo Sul receberam indicação para também não realizar venda de combustível em vasilhames, ainda que apropriados para o abastecimento.
A indicação é devida ao abastecimento indevido de consumidores que estocam gasolina para venda com valores duplicados e até quintuplicados.
O Posto Ypiranga em Valença, foi um dos primeiros a usar a modalidade, criticada pelos possuidores de vasilhames, mas elogiada por muitos motoristas que se encontravam na fila do abastecimento. “Estamos em um momento de caos, acredito que desde ontem quando chegaram as primeiras quantidades muitas pessoas que usaram vasilhames já tem combustível para vir até aqui (o posto) e colocar direto no tanque”, defendeu Marcelo Dias, motorista que tentava o abastecimento.
O empresário de postos de combustível Cláudio Queiroz, disse que não houve aumento de preço e que a medida foi visando a garantia da mobilidade. “Com o combustível escasso, não podemos ser insensatos e provocar um prejuízo nos clientes, seríamos irresponsáveis. Porém nosso abastecimento será diretamente no tanque (do veículo) e a Polícia Militar tem colaborado com este entendimento e nos apoiado na organização das filas e controlando qualquer movimento de exaltação”, explicou Queiroz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *