Valença: Supermercado faz descarte irregular de lixo e vizinhança reage


Moradora do local, Railda entende que o supermercado deveria ser multado. Foto: Print facebook

Quem mora na Rua Virgílio Damásio, no bairro do Centro em Valença, Baixo Sul do estado, tem sofrido há algum tempo, segundo moradores, com as consequências do descarte irregular de lixo de um supermercado das proximidades. A situação foi denunciada por Railda Conceição, moradora da rua, que indignada postou imagens em sua rede social informando que o supermercado deveria ser multado. Segundo ela, tudo que a empresa realizada tem permissão do poder público.
Outros moradores disseram a Livre que o problema tem tomado proporções preocupantes, pois, por conta do lixo, há ratos, insetos e urubus na rota de passagem dos residentes.
“Eles [supermercado] chegaram a colocar uma lixeira grande, mas com o tempo tiraram e nunca mais puseram outra no lugar. O cheiro é insuportável, e até moradores de rua ficam mexendo no lixo”, explica uma moradora, que pediu sigilo.

Resposta
Livre fez contato com a gerência do supermercado, no atendimento a preposta da gerência informou que a situação não é rotineira e que nesta data os ossos e demais detritos foram inseridos em sacos plásticos e protegidos da ação de animais. “Os ossos são doados para pessoas que realizam o benefício deste material. Nesta data infelizmente o coletor não veio buscar”, explicou.
Segundo a diretoria do supermercado já existe um diálogo com o poder público a fim de amenizar a situação e organizar o cronograma de coleta, a fim de evitar outros problemas no local.
A SP Ambiental, que realiza a coleta de lixo em Valença, especifica que todos os dias o recolhimento é realizado nos horários que o supermercado tem ciência e que a responsabilidade dos descartes colocados após o horário limite não pode ser atribuída a empresa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *