Valença: Sem condições de trabalho, vereadores fazem contestações


Houve sugestão de minuição de cargos para legisladores da casa

                                        Adailton Francisco levantou as críticas.

A sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Valença desta terça, 5, serviu para que vereadores fizessem desabafos a presidência da casa acerca das condições de trabalho dos edis. Segundo Adailton Francisco (PT) esta impossível fazer o trabalho de fiscalização sem um veículo. “Não temos um veículo para trabalhar. Sugiro então que refaçamos a lei e tenhamos apenas 11 vagas de legisladores nesta casa, desta forma não prejudicaremos os próximos eleitos”, defendeu.
Segundo o vereador Manoel de Jesus – o Betão (PSL), existem muitos cargos na câmara e alguns ligados a vereadores. “Se não houvessem tantos cargos, e tanta gente recebendo e repassando a coisa seria outra”, disse o vereador que deixou o plenário sem compreender a afirmativa.
Outra queixa apresentada e concordada pelos edis foi a a falta de verba de gabinete para ações básicas. Segundo os edis os cargos que a Câmara possui colabora para a escassez de condições de trabalho.
No final da sessão o jornalista Wellingthon Anunpciação, flagrou o vereador Luiz Muniz – o Luiz do Boi (PR), indicando aos vereadores Adailton e Romildo dos Santos – o Pó da Pesca (PPS), que fossem feitas a eliminação de cargos da casa que oneravam a folha. Questionado se seriam cortes de funcionários efetivos, Muniz respondeu que seriam os cargos comissionados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *