Valença: Secretaria da Educação promove desfile cívico do 7 de setembro


A prefeitura municipal de Valença, através da secretaria da Educação e escolas municipais promoveram o desfile cívico alusivo ao 7 de setembro, dia da Independência do Brasil. Centenas de alunos participaram do evento, que nas palavras do prefeito Ricardo Moura (PMDB), foi o maior da história do município.
Este ano o desfile versou tematicamente sobre as estrofes do hino nacional brasileiro, onde cada unidade escolar apresentou os destaques contidos na letra.
Além disso, temas como: meio ambiente, esporte, educação, saúde e tipos de violência foram expostos ao longo do trajeto.
A Polícia Militar, Banda Marcial do Tiro de Guerra, Corpo de Bombeiros, grupo de Bombeiros Civis de Valença e Guarda Municipal desfilaram representando as tropas de segurança do município.
O hasteamento da bandeira, que sempre ocorria nas dependências do Complexo Escolas Gentil Paraíso Martins, este ano foi modificado para o jardim em frente ao colégio.
Participaram das atividades secretários de governo, vereadores, representantes do Governo do Estado e movimentos sociais.

Movimento contra a corrupção

Um outro momento também protagonizado pelo bloco de oposição, formado por vereadores e ex-vereadores foi a participação do grupo no desfile cívico que através de faixas e cartazes pediam política séria e sem corrupção.

                                                                                Manifestantes pediam o fim da corrupção.

Um constrangimento exposto pela assessoria do vereador Adailton Francisco nas redes sociais foi que o prefeito e sua equipe não haveriam aguardado a passagem do bloco da oposição, com isso, dando as costas e deixando os participantes a se questionar sobre o respeito com os mesmos.
Em diálogo, no final da tarde com o jornalista Wellingthon Anunpciação, Moura afirmou que não estava na organização do desfile, e que não cometeu nenhum ato de retaliação. “Cumprimentei alguns participantes, inclusive. Quem me conhece sabe que não sou perseguidor, tampouco ditador”, justificou o alcaide.
Confira as fotografias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *