Valença: Presidente da Câmara é acusado de cortar salários de servidores


Luiz prometeu a devolução de valores. Mas o clima é tenso entre assessores e presidência da casa.

Na tarde desta terça (21), durante a transmissão do programa Ligação Direta, na Valença FM, o ex-vereador José Batista Gama, usou o programa para criticar o presidente da Câmara Municipal de Valença, Luiz Muniz Andrade – o Luiz do Boi (PR), que, segundo Gama realizou cortes nos salários dos funcionários da instituição sem aviso prévio. “Ele mandou cortar o salário sem avisar. Na boca do caixa que o corte foi percebido”, criticou o esposo da vereadora Rosa Gama (PRP).
Em seguida o assessor do vereador Adailton Francisco (PT), Edvaldo Andrade, informou que não houveram cortes nos salários, mas sim nas gratificações, que não estão incorporadas no salário, por isso foram cortadas. Segundo Edvaldo cada gratificação é superior a R$600,00.
Gama, enquanto falava ainda criticou o presidente pela quantidade de nomeações aos cargos comissionados da Câmara. “Lá tem tanto cargo de gente que nem é político. Porque teve acordo na eleição”, disse o ex-vereador indignado.
Luiz do Boi, em contato com a imprensa informou que haverá a devolução dos valores cortados e que nenhum funcionário terá prejuízos. Porém informou que haverá demissão de vários cargos comissionados.

Investigação
Livre fará uma investigação nas contas da Câmara de Vereadores, e com apoio de Harry Melo informará aos leitores qual o principal problema da entidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *